Skip to main content

European Education Area

Quality education and training for all

Hello, a quick survey is waiting for you.

Help us improve our site by taking this quick survey. It won't take more than a few minutes.

Salas de aula multilingues

A importância do multilinguismo nas escolas 

Em toda a UE, os alunos migrantes trazem para a sala de aula as suas competências linguísticas e uma multiplicidade de novas línguas, com potenciais vantagens a nível individual, mas também a nível das escolas e da sociedade.

Embora os números variem consideravelmente de país para país – de 1 % na Polónia a 40 % no Luxemburgo – no conjunto da UE, quase 10 % dos alunos aprendem numa língua que não é a sua língua materna. 

Trata-se por isso de saber qual a melhor forma de aproveitar o potencial da diversidade linguística da UE. Os dados disponíveis mostram que os alunos migrantes têm geralmente piores resultados escolares nas competências de base. 

As escolas devem, portanto, adaptar os métodos de ensino de modo a atender de forma positiva aos contextos culturais e linguísticos dos alunos, criando as condições para que possam ter bons resultados escolares.

O que faz a UE para promover salas de aula multilingues?

A Comissão colabora com as autoridades nacionais para identificar as estratégias mais eficazes para a aprendizagem de línguas em contextos multilingues e facilitar o intercâmbio das melhores práticas neste domínio. O relatório da Comissão intitulado Ensino e aprendizagem de línguas em salas de aula multilingues inclui os resultados dessa colaboração, bem como estudos aprofundados sobre este tema. 

No seguimento deste relatório e como contributo para a revisão do Quadro de Competências Essenciais para a Aprendizagem ao Longo da Vida, foi organizada uma série de seminários temáticos e de atividades de aprendizagem interpares sobre a integração dos alunos imigrantes através da educação escolar. 

O grupo produziu dois relatórios: Repensar a educação linguística e a diversidade linguística na escola e Os migrantes nas escolas europeias. aprender e manter uma língua.

Quais as próximas etapas?

O programa Erasmus+ oferece novas oportunidades, como a aplicação de políticas experimentais e a criação de parcerias a grande escala, para o desenvolvimento de novas estratégias de ensino e aprendizagem de línguas em salas de aula multilingues.

Em colaboração com o Conselho da Europa e o seu Centro de Línguas Modernas, a Comissão apoiará a elaboração e divulgação de novos métodos de ensino de línguas em salas de aula multilingues

No âmbito da estratégia geral da Comissão para as profissões docentes, serão criados recursos e material de apoio para os professores que trabalham com alunos de várias nacionalidades na sala de aula.